Onde NÃO devo depositar o meu dinheiro?

12

A partir de Janeiro de 2012, o Fundo de Garantia de Depósitos em Portugal passará a garantir no máximo 25 mil euros por cliente no caso de falência do banco, em comparação com os anteriores 100 mil euros. Este é um facto que começa a perturbar muitos, e há que saber onde não deve depositar o seu dinheiro. Onde não deve, de forma alguma, deixar mais de 25 mil euros. Ora, da minha recente análise,  depois de alguns contactos e consoante a minha distribuição de poupanças, chego a algumas conclusões, no mínimo perturbantes.

As 3 instituições onde não deve colocar o seu dinheiro:

  • Banif (Banco Internacional do Funchal) – Está a oferecer depósitos com retornos muito elevados. As acções estão em queda contínua e surgem rumores de que a Caixa Geral de Depósitos (Estado) possa vir a comprar esta instituição, evitando a sua falência. Com a recente crise a abalar-se sobre a Madeira, a instituição pode estar extremamente afectada pela conjuntura nacional. Crê-se ainda que a instituição tenha muitas obrigações gregas em sua posse. Será verdade? O que consideram?
  • BCP – Este banco tem sido sustentado por sucessivos aumentos de capitais, mas até quando haverá investidores disponíveis a perder dinheiro comprando acções do BCP? Não será por muito tempo se a conjuntura internacional, nomeadamente a falência Grega vier a acontecer.
  • Bancos de Investimento – Na recessão de 2008-2009, a banca de investimento foi ao Mercado aproveitar “oportunidades únicas” segundo rematam os e-mails destes bancos. Creio que uma dessas grandes oportunidades tenha sido a compra de dívida Grega. Se analisarem os relatórios financeiros de 2010 e primeiro trimestre de 2011, vê-se uma alavancagem gigante nestes bancos. No entanto continuam com bons rácios de solvabilidade.

Por ordem de preocupação, ficou então acima as 3 instituições bancárias que considero não depositar mais do que 25.000€. E você? Onde é que não colocaria dinheiro?

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDepósitos online CaixaNet M@is
Próximo artigoSegurança no Deutsche Bank Portugal
Jornalista de Profissão e escritor por paixão, Felipe vem diretamente do Brasil trazer conhecimento sobre aplicações a prazo nos Bancos no Brasil.

12 COMENTÁRIOS

  1. O fundo de garantia n alterou os valores, de qualquer forma na falência de qualquer instituição bancária, por certo o estado n teria verba para indeminizar fosse o que fosse.

    Também me parecem as consideraçoes sobre os três bancos, infundadas e pouco claras. 

    • Olá Adriana,

      Sim, o artigo foi escrito antes do Fundo de Garantia de Depósitos cancelar essa medida.

      Quanto á análise, há coisas às quais tenho acesso mas não posso dizer em público. Em Março farei uma análise mais técnica 😉

      Cumprimentos,
      Mário Silva

  2. Sei que estamos em Fevereiro, mas Março é já ali e até agora nada vi.
    Mário Silva, o texto é conversa de político ou do povo?
     
     

    • Olá Carlos. A análise não deve ser tomada como técnica. Todavia foi feita com base na medida que era um facto nessa altura de que o fundo de garantia de depósitos ia reduzir a garantia para 25 mil euros. Isso não aconteceu com a alteração para este Governo. Se fosse hoje até diria que é mais seguro depositar até 100 mil euros num banco que seja pequeno como o Banco BIG, porque em caso de falência o Fundo de Garantia de Depósitos consegue cobrir com facilidade os depositantes. O mesmo não aconteceria se for uma grande instituição como o BCP a falir..em que o fundo teria que pedir empréstimos e alavancar-se também ele 🙂

  3. E porque não pegar nos 100.000€ ou 25.000€, aproveitar a queda das acção e investir no banco? BCP por exemplo que tem acções neste momento a 0.13€. Um banco como o BCP nunca vai falir, pode ainda atingir novos minimos mas quem aguentar um ano vai de certeza ganhar dinheiro. e mais, há rumores de que vai entrar no capital do bcp investimento chines, a ser verdade o banco valoriza certo? hmmmm, vou gastar 5000€
    Cumprimentos

  4. Boa noite, é possível fazer algo que fale sobre o banco BIC, é que tenho lá o meu dinheiro, e gostaria de saber a vossa opinião.

    excelente POST
    parabéns

    fico a aguardar um breve contacto em relação a minha dúvida.
    obrigado

  5. Boas. Caro RTeixeira, isto foi em 2011, quando pensava-se que a cobertura para os depósitos ia baixar para 25.000€, o que não aconteceu. 🙂

    No entanto hoje temos o Banif falido e intervencionado pelo Estado e o BCP bastante “enterrado”. A Banca de Investimento está a aguentar-se mas não sei durante quantos anos para já.

    Quanto ao Banco BIC – o Banco ganhou solidez à custa dos contribuintes e está tão ou mais estável que o BES ou o BPI.

    Mas como digo a todos, para quem tem montantes acima dos 100.000€, é preferível partilhar o montante entre mais que um banco, porque acima deste valor as taxas oferecidas crescem decrescentemente.

    O DP a Prazo Performance parece-me bom:
    http://www.bancobic.pt/eportal/v10/PT/aspx/genericas/index,9223.aspx

    Mas..não sei se o capital pode ser mobilizado antecipadamente.
    Porque a Zona Euro corre sérios riscos de inflação, tal como os EUA e aí as taxas voltarão a subir.

    Se estiver disposto pode optar por depósitos em Dólares Canadianos que também é uma opção boa a longo prazo: 3-5 anos e o rendimento pode superar e muito o retorno dos DP em euro.
    Mas vou deixar este assunto para um próximo post.

    Abraço!

  6. Boas…
    tenho estado atento ao “diálogo” de conhecimentos e dúvidas aqui discutido.
    Agradeço mais esclarecimentos sobre quais os passo a dar para a possibilidade de um depósitos em Dólares Canadianos, de que forma posso avançar nesse sentido ? que garantias existem ?
    cumpts

  7. Caro Luís. Precisa de informações em que sentido? Basta pedir ao banco para abrir uma conta nessa moeda e depois terá acesso á constituição de depósitos a prazo nessa moeda. As taxas de juro são muito menores.

    As garantias de capital são determinadas pelo Banco de Portugal: 100.000€ (convertidos para dólares canadianos) por banco por titular.

DEIXE UMA RESPOSTA