Poupança Montepio Capital Certo até 4%

0

O Montepio está a comercializar, até ao próximo dia 28 de Outubro, um plano de poupança a cinco anos, com um rendimento mínimo garantido até 3,5% em 2018. Quem subscrever tem igualmente acesso aos serviços da associação mutualista e à opção, no final do plano, entre receber capital e juros ou beneficiar de uma pensão vitalícia, paga mensalmente.

Montepio Poupança e Protecção

O plano de poupança Montepio Capital Certo 2013-2018 terá uma emissão máxima de 50 Milhões de Euros e tem início a 31 de Outubro, sendo o montante mínimo de subscrição de 150 euros até um máximo de 500 mil euros. O regime de valorização prevê uma TANB de 3% nos três primeiros anos, que sobre para 3,15% no 4.º ano e, caso não haja qualquer resgate do montante subscrito, a TANB no 5.º ano é de 4%; caso haja reembolso, a taxa a aplicar será idêntica à do ano anterior, ou seja, 3,15%.

Valorização da poupança 2013-2018

[table]

Período, TANB, TANL, rendimento acumulado líquido, capital + juros por cada 1000 euros

1.º ano, 3.00%, 2.16%, 3.00%, 1021.60

2.º ano, 3.00%, 2.16%, 6.09%, 1043.67

3.º ano, 3.00%, 2.16%, 9.27%, 1066.21

4.º ano, 3.15%, 2.27%, 12.71%, 1090.39

5.º ano, 4.00%, 2.28%, 17.22%, 1121.79 [/table]

No final do plano, que prevê o investimento de pelo menos 75% do valor líquido global em títulos de dívida ou depósitos, o cliente pode optar por receber o capital e juros acumulados ou transformá-lo numa pensão anual vitalício, sendo o montante da pensão pago em 12 prestações mensais.

Assim, os reembolsos realizados no primeiro ano implicam a perda total dos juros, no 2-º ano, 80% dos juros e 52,5% e 37,5% nos 3.º  4.º ano respectivamente. No último ano não haverá perda de juros, mas se for feito antes do vencimento, ou seja a 1 de novembro de 2018, não terá o benefício da remuneração de 4% (TANB).

A proposta é já a 10ª série comercializada pelo Montepio e é particularmente vocacionado para um perfil de investidor de baixo risco, ou seja uma aplicação com garantia do capital investido e remuneração mínima garantida, mas convirá que, à priori, não haja necessidade de solicitar reembolsos antecipadas, para não incorrer em perda de rendimento

Consulte a Ficha de Informação.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMinifutures – ganhar com volatilidade
Próximo artigoDepósito indexado Reino Unido 2016
Economista de formação e jornalista por devoção, tenho procurado nos últimos anos desenvolver competências na área da prospectiva económica, com foco nas questões da globalização e sustentabilidade. A incerteza é uma matéria-prima crucial na reflexão sobre o nosso futuro colectivo.

DEIXE UMA RESPOSTA