Segurança no Deutsche Bank Portugal

5

O Banco Alemão, Deutsche Bank, com sucursal em Portugal, tem uma grande vantagem na captação de capital em Portugal. Isto porque não é um banco afecto ao direito português, que vai sofrer com uma redução em 75.000€ no fundo de garantia de depósitos, (a lei foi mantida nos 100 mil euros) mas porque é uma sucursal com casa-mãe na Alemanha, o que lhe proporciona mesmo risco.

deutsche bank portugal
O volume de depósitos do Deutsche Bank cresce a um ritmo imparável, mesmo com as taxas de juro mais baixas praticadas em Portugal. Perante a situação do incumprimento grego vir a afectar Portugal, os depositantes procuram reduzir o risco de perda do valor das suas poupanças caso voltemos ao escudo.

Sabem qual a TANB deste banco? 0.10% (zero ponto dez por cento) – Note a tamanha facilidade que o banco está a ter na captação de capitais. Esta taxa é praticada para um montante mínimo de 5 mil euros.

Em caso de falência dos bancos nacionais, o Deutsche Bank continuará bem forte.  O fundo de garantia de depósitos do Sistema Alemão, continua a ser de 100 mil euros, comparado com os 25 mil oferecidos por Portugal a partir de Janeiro.

Se prima pela segurança dos seus capitais, opte pela Deutsche Bank. Se é menos avesso ao risco, procure obrigações nacionais ou obrigações de empresas nacionais.

5 COMENTÁRIOS

  1. Viva!

    Agradeço a partilha da informação.
    Pergunto-lhe como vê a situação dos depósitos a prazo atualmente (5/12).
    Recomenda depósitos em moeda estrangeira? Se sim, em algum banco em particular?

    Cumprimentos,
    Carla Cacho    

    • Boas,

      Considerando que na situação actual o euro desvaloriza face à maioria das moedas..apesar de auferir taxas de juros maior em deter euros, é uma boa opção optar por outras moedas mesmo que o retorno seja menor. Considere países cuja política monetária não esteja alicerçada em sucessivos aumentos da massa monetária, pois isso implicará desvalorizações cambias. Boas opções e refúgios têm e tenderão a ser o JPY, e o AUD. Se preferir depósitos em Portugal, considere a Caixa Geral de Depósitos ou o Deutsche Bank como as melhores soluções. A Caixa não pode falir como o BCP ou o BPI e o com o Deutsche Bank o raciocínio é o mesmo 😉

      Um abraço!

  2. […] Caríssimos amigos, começamos hoje com um tutorial para aprofundar os conhecimentos técnicos que devemos ter para perceber como funciona na prática um depósito a prazo e como é que um banco consegue gerir as taxas de juro que pede e oferece? Como é que 10€ em 2000 eram suficientes para comprar uma t-shirt da Nike e hoje precisará de 20€ para comprar a mesma t-shirt? Há que entender o valor (desvalorização neste caso) temporal do dinheiro (valor presente e valor futuro). Dentro do mesmo raciocínio, vamos perceber de que forma projectos de investimento e activos financeiros rendem fluxos de caixa futuros face a um certo custo hoje. Há que avaliar todos estes fluxos de caixa e decidir como escolher entre eles, assumindo que 1€ hoje é preferível a 1€ no futuro e 1€ garantido é preferível a 1€ que envolva risco (somos avessos ao risco). […]

  3. Boa tarde,

    No caso de se verificar a saída de Portugal do Euro, esses depósitos estão a salvo de uma conversão para um novo escudo? Por exemplo um depósito em NOK, continuará a ser em NOK? A Deco diz que os depósitos em moeda estrangeira não estão protegidos… É assim mesmo?

    Cpts,
    Luis

    • Olá Luís,

      Obrigado pelo teu comentário. De facto não existe uma garantia a 100% que defina que numa saída de Portugal do Euro apenas os depósitos em bancos nacionais em euros são convertidos para escudos.

      A melhor opção é ter depósitos em moeda estrangeira em bancos estrangeiros. No Caso de um depósito em Coroas Norueguesas, eu experimentaria ver essa situação num banco norueguês.

      PS: O artigo em cima não foi escrito por mim 🙂

      Cumprimentos,
      Joana Simões

DEIXE UMA RESPOSTA