Home Geral Tutorial: O valor temporal do dinheiro – Valor Presente e Valor Futuro

Tutorial: O valor temporal do dinheiro – Valor Presente e Valor Futuro

4 245

Caríssimos amigos, começamos hoje com um tutorial para aprofundar os conhecimentos técnicos que devemos ter para perceber como funciona na prática um depósito a prazo e como é que um banco consegue gerir as taxas de juro que pede e oferece? Como é que 10€ em 2000 eram suficientes para comprar uma t-shirt da Nike e hoje precisará de 20€ para comprar a mesma t-shirt? Há que entender o valor (desvalorização neste caso) temporal do dinheiro (valor presente e valor futuro). Dentro do mesmo raciocínio, vamos perceber de que forma projectos de investimento e activos financeiros rendem fluxos de caixa futuros face a um certo custo hoje. Há que avaliar todos estes fluxos de caixa e decidir como escolher entre eles, assumindo que 1€ hoje é preferível a 1€ no futuro e 1€ garantido é preferível a 1€ que envolva risco (somos avessos ao risco).

Valor Futuro (VF) – 1 Período

Se investíssemos 100€ a 5% de taxa de juro por 1 ano, o nosso investimento cresceria 1 ano depois para 105€. Veja:

5 é o juro (100€x0.05); 100€ é o reembolso do capital (100€x1); 105 é o valor total a receber. Da mesma forma poderá ser calculado por:

105=100x(1+0.05)

O valor total a receber no fim do investimento é designado por Valor Futuro (FV). Assim, podemos escrever a seguinte fórmula para o caso de 1 período:

VF=C0(1+r)

Em que C0 é o fluxo de caixa hoje (t=0) e r é a taxa de juro.

Valor Presente (VP)

A análise com o Valor Presente é inversa à do Valor Futuro. Ou seja, se me foi prometido 100€ daqui a 1 ano com uma taxa de juro a 5%, o investimento seria avaliado em 95.238€ hoje. Note:

95.238=100/(1+0.05)

Os 95.238€ é o valor monetário que o depositante tem que guardar hoje à parte para conseguir receber um reembolso de 100€ em 1 ano. Esse valor é designado Valor Presente (VP).

Nota: Há que salientar e, como vimos com o exemplo anterior que se temos 100€ e houver uma valorização de 100%, terá 200€, mas se houver uma desvalorização de 100% novamente, não terá 100€, mas 0€. Por isso, não se atrapalhe com as percentagens pois para ter 100€ com uma taxa de 5% daqui a 1 ano, não necessita de 95€ mas sim um pouco mais, 95.238€.

Assim, no caso de 1 período, o Valor Presente pode ser escrito como:

PV=C1/(1+r)

Em que C1 é o fluxo de caixa daqui a 1 ano e r é a taxa de juro (por período).

Jornalista de Profissão e escritor por paixão, Felipe vem diretamente do Brasil trazer conhecimento sobre aplicações a prazo nos Bancos no Brasil.

Artigos Similares

4 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta: